Servidor

13/03/2018

Processos de aposentadoria de militares passam a tramitar eletronicamente

O Governo do Estado deu início, em reunião quarta-feira (07), em Londrina, ao processo de automatização dos procedimentos de concessão de benefícios de aposentadoria, reserva remunerada e reforma dos policiais militares. Sem o uso de papel, o trâmite será em torno de sete dias e proporcionará economia no uso de material e no envolvimento de pessoal para essa tarefa.

“Este é o início da consolidação de um dos projetos do planejamento estratégico da Secretaria da Administração e da Previdência”, disse o secretário Fernando Ghignone. “O projeto-piloto implantado na Polícia Militar será estendido aos outros órgãos, e os processos passarão a tramitar prioritariamente de forma digital, a exemplo dos pedidos de aposentadoria, abono de permanência e licença especial.”

O novo processo faz parte do Sistema Integrado de Documentos e-Protocolo, conhecido como e-Protocolo Digital, aplicativo desenvolvido pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar). Ele se insere no projeto do Governo Digital, implementado pelo Estado, por meio do Comitê de Qualidade na Gestão Pública, para reforçar o exercício da cidadania, garantir transparência e acessibilidade de informações, e facilitar os procedimentos no fluxo de documentos.

A partir da ampliação do uso eletrônico, não se verá mais o imenso volume de papéis percorrendo secretarias, departamentos ou repartições, às vezes até transitando por municípios distantes entre si. A transição do processo físico para o digital tem sido feita de forma gradativa. Durante esse período, os dois tipos de processo coexistirão.

Assista ao vídeo
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.