Servidor

31/07/2017

Richa nomeia servidores e entrega veículos para socioeducação

O governador Beto Richa nomeou nesta segunda-feira (31), em solenidade no Palácio das Araucárias, em Curitiba, 48 novos servidores para atuar nas 27 unidades de socioeducação (Censes) do Paraná. Eles foram aprovados em concurso público realizado em 2014. Agora chega a 346 o número de profissionais contratados para as unidades, que atendem 1.050 adolescentes em conflito com a lei.

Também foram entregues oito vans para os Centros de Socioeducação e Casas de Semiliberdade. Os veículos serão utilizados para atividades externas dos jovens que cumprem medidas socioeducativas, como audiências, consultas a médicos e psicólogos e atividades educacionais. Eles serão destinados aos Censes de Foz do Iguaçu, Londrina I, Maringá, Laranjeiras do Sul e Toledo e para as Casas de Semiliberdade de Curitiba e de Umuarama

Richa afirmou que o Governo do Paraná se comprometeu modernizar a estrutura dos Censes, incluindo a contratação de novos educadores sociais. "Somos sensíveis à realidade dos jovens que cumprem medidas socioeducativas e precisam da atenção do poder público. A ampliação do quadro de servidores trará mais segurança e atenção aos adolescentes", disse.

A nomeação de novos servidores, disse o governador, só é possível porque o Paraná se preparou para enfrentar a crise e equilibrou as contas públicas. "O Estado está atento ao limite prudencial de gastos, mas, ainda assim, contratamos profissionais para as áreas que mais precisam. Fazemos uma gestão responsável, eficiente e que se destaca em todos os setores.

REFERÊNCIA NACIONAL – As unidades de socioeducação paranaenses são referência nacional no atendimento a adolescentes em conflito com a lei, segundo o secretário de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior. O Governo do Estado, afirmou, planeja construir cinco novas unidades, que vão ampliar em 50% a capacidade de atendimento na área.

Os educadores sociais nomeados nesta segunda-feira fazem o acompanhamento diário dos jovens, incluindo as atividades externas. "A contratação recompõe a estrutura e aprimora o atendimento dos adolescentes”, afirmou Artagão.

O procurador do Ministério Público do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior, salientou que, com a melhoria da estrutura das unidades, o Estado amplia a oportunidade do resgate social dos jovens em conflito com a lei. "As medidas socioeducativas têm o objetivo de construir um projeto de vida para além da criminalidade e permitem salvar esses jovens socialmente", disse.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; os secretários da Administração e Previdência, Fernando Ghignone; e do Planejamento e Coordenação Geral, Juraci Barbosa Sobrinho; o diretor do Departamento de Atendimento Socioeducativo, Alex Sandro Silva; e a diretora do Procon-PR, Cláudia Silvano.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.